Main menu

Nos EUA, presidente do BNDES defende acordos de livre-comércio

May 07, 2019

O presidente do BNDES, Joaquim Levy, defendeu nesta terça-feira (7) acordos de livre comércio com países como a China em meio à guerra comercial entre os EUA e Pequim. Segundo Levy, tratados desse tipo têm contribuído para a redução da pobreza nos últimos anos e devem ser estimulados.

"Claro que queremos livre comércio. Brasil e EUA são grandes exportadores para a China, exportam muita comida, e acreditamos que isso vai continuar a crescer. Vamos estimular a parceria com países da Ásia", afirmou o presidente do banco público durante palestra em Washington.

Diante de uma plateia de empresários e investidores, em evento organizado pelo Council of the Americas, Levy foi questionado sobre a ameaça do presidente Donald Trump que, no domingo (5), afirmou que aumentaria de 10% para 25% as tarifas sobre US$ 200 bilhões (R$ 788 bilhões) em produtoschineses a partir de sexta-feira (10)...

Leia a história completa aqui.