Main menu

O Índice CCC 2020 revela que a luta contra a corrupção na América Latina perdeu força

 Índice de Capacidade de Combate à Corrupção

June 08, 2020

8 de junho, 2020, Nova York, NY–A Americas Society/Council of the Americas e a Control Risks, empresa de consultoria especializada em riscos globais, apresentam o Índice de Capacidade de Combate à Corrupção (CCC) 2020, uma ferramenta analítica, com base em dados, para avaliar a capacidade dos países latino-americanos de descobrir, punir e previnir a corrupção.

"O Índice mostra em detalhes como a onda anticorrupção que avançava na América Latina há alguns anos perdeu força e, em alguns lugares, está recuando perigosamente. O que é ainda mais preocupante: isso está acontecendo enquanto o COVID-19 aumenta o risco de corrupção em toda região", afirmou Roberto Simon, diretor sênior de políticas públicas da AS/COA.

Em vez de medir as percepções ou os danos econômicos causados pela corrupção, o Índice CCC avalia e classifica os países de acordo com sua eficácia no combate à corrupção. Os países com maior pontuação são considerados mais propensos a processar e punir atores corruptos.

A segunda edição do Índice CCC abrange 15 países da América Latina – 7 a mais do que no ano passado. O Uruguai tem a pontuação mais alta (7,78 de 10), o que significa que é o país, entre os 15 avaliados, com maiores chances de descobrir, punir e deter a corrupção.

O Uruguai foi seguido por Chile (6,57), Costa Rica (6,43), Brasil (5,52), Peru (5,47), Argentina (5,32), Colômbia (5,18), México (4,55), Equador (4,19), Panamá (4,17), Guatemala (4,04), Paraguai (3,88), República Dominicana (3,26), Bolívia (2,71) e Venezuela (1,52).

“Os resultados do Índice CCC 2020 têm implicações significativas para quem faz negócios na América Latina. Eles revelam um cenário desigual, com a aplicação da lei em evolução, ressaltando a necessidade de empresas atualizarem suas avaliações de risco e, consequentemente, adaptarem seus programas de aplicação da lei para gerenciar os riscos de corrupção com mais eficácia", disse Geert Aalbers, sócio da Control Risks.

O Índice CCC analisa 14 variáveis-chave, incluindo a independência das instituições judiciais, a força do jornalismo investigativo e o nível de recursos disponíveis para combater o crime de colarinho branco. O Índice é utliza em dados de fontes diversas e um survey exclusivo a especialistas em anticorrupção da Control Risks, academia, sociedade civil, mídia e do setor privado.

Para obter os resultados e a metodologia completos, faça o download do <Relatório do Índice CCC 2020>.

A AS/COA realizará o evento "O estado da luta contra a corrupção na América Latina: lançamento do Índice CCC 2020" em 9 de junho. O evento será transmitido ao vivo em inglês.

###

Para agendar uma entrevista ou receber mais informações, entre em contato com:

Pía Fuentealba
Gerente, Relações com a Mídia
Americas Society/Council of the Americas
+ 1 929 271 9491
pfuentealba@as-coa.org

Julia Livick
Gerente Sênior de Conteúdo e Mídia
Control Risks
+1 202 664 2240
julia.livick@controlrisks.com

Siga a conversa no Twitter:

@ASCOA@Control_Risks@AmerQuarterly e #CCCIndex.

Sobre AS/COA

Americas Society/Council of the Americas é o principal fórum dedicado à educação, debate e diálogo nas Américas. Sua missão é promover o entendimento das questões políticas, sociais e econômicas contemporâneas da América Latina, do Caribe e do Canadá. Saiba mais em as-coa.org

Sobre Control Risks

A Control Risks é uma empresa de consultoria de risco global que ajuda os clientes a criar organizações seguras, compatíveis e resilientes em uma era de riscos e conectividade em constante mudança. Nossos especialistas em 36 escritórios ajudam os clientes a investigar irregularidades e resolver crises e fornecem as empresas de inteligência e inteligência necessárias para aproveitar as oportunidades e crescer. Saiba mais em controlrisks.com