Main menu

Pavilhão brasileiro na última Bienal de Arquitetura de Veneza vai a Nova York

Fluid Landscape: encounter between human and natural ecosystems, 2018

June 07, 2019

O pavilhão brasileiro na Bienal de Arquitetura de Veneza de 2018 será tema de um evento da Americas Society em Nova York, entre 12 de junho e três de agosto.

Organizada pelos arquitetos Sol Camacho, Laura González Fierro, Marcelo Maia Rosa e Gabriel Kozlowski, a mostra batizada "Muros de Ar" mapeou "o Brasil contemporâneo para além de suas fronteiras, apresentando questões ligadas à inclusão social, transparência política e temas ambientais que têm impacto local, regional e planetário no curto prazo”, segundo Gabriela Rangel, diretora do centro cultural Americas Society.

A exposição que será reeditada exibiu cartografias com diferentes escalas —de uma única cidade para todo o país—, com as quais os criadores buscaram tornar visíveis as barreiras espaciais e simbólicas que surgiram com o processo de urbanização no Brasil.

Os mapas questionam a forma como a arquitetura estabelece limites a partir de diferentes aspectos, como a desigualdade de renda e o desmatamento. O recorte surge em resposta à Bienal de Arquitetura de Veneza do ano passado, que teve como tema “Freespace” ("espaço livre"). Nesse sentido, a proposta para o pavilhão do ano que vem prevê debater os problemas brasileiros a partir de diversos ângulos para que se tente chegar a soluções democráticas...

Leia o artigo completo aqui.